Índice de Força Relativa - IFR - Trader Gráfico - Robôs, Cotações, Notícias e Análises Bovespa
  • Clique aqui para voltar e escolher outra Newsletter.


    Análise Técnica e SuperSinais
    Ano 1 - Número 1 - Segunda-feira, 17/12/2007


    Esta Newsletter é enviada Semanalmente a todas as pessoas devidamente cadastradas no site www.tradergrafico.com.br/newsletter e tem por objetivo apenas informar ao seu público alvo detalhes sobre indicadores, funções e análises necessários para uma avaliação de ativos e empresas associados a renda variável. Esta Newsletter não produz e não produzirá análises ténicas sobre nenhum ativo ou empresa.


    Índice de Força Relativa - IFR

    Bem-vindos a primeira Newsletter Análise Ténica e Fundamentalista produzida pela Equipe Trader Gráfico. Toda semana vamos abordar e explicar o conceito de um indicador diferente para análise técnica ou gráfica e também para análise fundamentalista. Entre os assuntos abordados estarão rastreadores de tendência e osciladores, padrões de candles, padrões de GAPs, retas de suporte e resistência, além de indicadores baseados nos fundamentos da empresa, como índice Preço/Lucro, Lucro por Ação, Pay-Out, Casdh Yield entre diversos outros.

    Começamos com um dos indicadores mais utilizados em AT (Análise Ténica), o Índice de Força Relativa, ou simplesmente IFR. Lançado por J. Welles Wilder em seu livro New Concepts in Technical Trading Systems (1978), este oscilador mede a aceleração do movimento dos preços de determinado ativo e mostra quando a velocidade de uma tendência começa a diminuir até mudar de direção. Esta aceleração é medida pelo conceito de Força Relativa, que é monitorar as mudanças nos preços de fechamento. Seu acompanhamento muitas vezes possibilita observar o enfraquecimento de uma tendência, bem como rompimentos de suportes e resistências antes de se tornarem visíveis nos gráficos de preço.

    Da mesma forma que o IFR dos preços mostra reversões, também pode mostrar consolidação de tendências. O indicador é traçado em um gráfico de linha, que deve ser analisado junto com o gráfico de preços, sempre na mesma escala de tempo. O IFR varia de 0 a 100%.

    IFR

    Alguns analistas determinam a faixa acima de 80% como intervalo onde a ação entra em uma área de risco, chamada de sobre-compra, ela pode sinalizar reversão da tendência em curso, mas cuidado, pois a reversão ocorre apenas quando a ação sai da área de sobre-compra e não quando ela entra. Outra zona de análise está na faixa abaixo de 20%, chamada de sobre-venda, onde o sinal é oposto, sinalizando reversão para alta dos preços. O software Trader Gráfico pode ser configurado para emitir sinais visuais e sonoros no gráfico sempre que as retas de sobre-compra e sobre-venda são rompidas, alertando o investidor para oportunidades de compra e venda, isto pode ser configurado no menu Estratégias.

    O IFR pode ser calculado como explicado pela seguinte equação.

    IFR = 100 - (100 / 1 + (U / D))

    Onde:

     IFR= Índice de força relativa.
     U= Média de todas as variações positivas no preço da ação dentro do período em estudo.
     D= Média de todas as variações negativas no preço da ação dentro do período em estudo.

    Os sinais de negociação tornam-se mais visíveis com períodos mais curtos, como 7, 9 ou 10 dias. Além dos sinais de compra e venda citados acima, também é possível obter sinais fortes de compra e venda explorando as divergências entre o IFR e o gráfico de preço. Exemplo:

    Se o gráfico do preço forma uma nova mínima e o gráfico do IFR forma um fundo mais alto do que o anterior, então tem-se uma divergência de alta, que é um sinal de compra. Neste caso a compra deve ser efetuada assim que o IFR começa a subir. Por outro lado, quando uma nova máxima no gráfico de preço é acompanhada de um topo mais baixo no IFR identifica-se um sinal de fraqueza ou uma divergência de baixa, isto é interpretado como um sinal de venda.

    É um dos melhores indicadores em AT e existem diversas outras formas de operá-lo. Espero que as dicas tenham sido úteis, um abraço a todos e até a próxima semana.

     
    Todas as funções do Trader Gráfico podem ser consultadas na Ajuda On-line disponível em nosso site. Acesse:

    http://www.tradergrafico.com.br/ajuda

    Carlos Martins: Profissional de Investimento Certificado APIMEC - CNPI, autor do livro "Os Supersinais da Análise Técnica" (Ed. Campus-Elsevier, 2010) e sócio-fundador do Trader Gráfico.

    Facebook Twitter