Estocástico Rápido - Trader Gráfico - Robôs, Cotações, Notícias e Análises Bovespa
  • Clique aqui para voltar e escolher outra Newsletter.


    Análise Técnica e SuperSinais
    Ano 2 - Número 49 - Segunda-feira, 17/11/2008


    Esta Newsletter é enviada Semanalmente a todas as pessoas devidamente cadastradas no site www.tradergrafico.com.br/newsletter e tem por objetivo apenas informar ao seu público alvo detalhes sobre indicadores, funções e análises necessários para uma avaliação de ativos e empresas associados a renda variável. Esta Newsletter não produz e não produzirá análises ténicas sobre nenhum ativo ou empresa.


    Estocástico Rápido

    Já falamos sobre o Estocástico na Newsletter de 14/07/08. Ele é um oscilador muito utilizado em gráficos sem tendência e que pode ser desmembrado em dois estudos, o Estocástico Rápido e o Estocástico Lento.

    Descreveremos aqui mais detalhes de como utilizar o Estocástico Rápido, pois ele pode dar informações importantíssimas também em gráficos com tendência definida e, aliado a outros estudos rastreadores de tendência, dá indicações muito boas de compra e venda.

    Vou descrever algumas regras para utilizar o Estocástico Rápido que diferem um pouco do tradicional, como segue:
    1. Por tratar-se de um estudo muito rápido, ou seja, variando de 0 a 100 e voltando para o 0 em apenas algumas barras, fica mais fácil interpretar os seus movimentos se configurarmos os sinais de compra e venda da seguinte forma:
      • Compra: Quando o estudo cruza a reta de sobre-compra (normalmente 70 ou 80%) de baixo para cima;
      • Venda: Quando o estudo cruza a reta de sobre-venda (normalmente 30 ou 20%) de cima para baixo.
    2. A configuração do período do estudo (normalmente 14) e dos percentuais das retas de sobre-compra e sobre-venda devem ser feitos de modo que quase todo o gráfico do estudo fique acima da sobre-compra ou abaixo da sobre-venda. Ou seja, devemos nos esforçar para que as retas de sobre-compra e sobre-venda dividam claramente oscilações que ficam na parte de cima e oscilações que ficam na parte de baixo.
    3. Devemos prestar atenção aos movimentos que entram em uma região e ficam lá, sem nos importar com o seu valor nominal. Ou seja, se o gráfico ficar acima da sobre-compra por algumas barras, estamos recebendo um sinal de compra do estudo avisando que a tendência é de alta. O único sinal imporante é o fato de estar acima da sobre-compra, não importando se o valor do estudo é 98% ou 85%.
    4. Movimentos de reversão são muito rápidos, em um dia você observa o estudo em 98% e dois dias depois já está em 3%. Isto normalmente ocorre sem aviso, mas quando ocorre tende a ser definitivo, ou seja, se saiu da sobre-compra para a sobre-venda, ele deve ficar lá.
    5. Quando o gráfico do Estocástico Rápido troca de lado duas vezes seguidas, tipo compra-venda-compra ou venda-compra-venda, temos um sinal de indefinição que indica que não devemos fazer nada. Nem compra e nem vende, apenas aguarda.
    Na imagem abaixo podemos ver estas regras aplicadas:

    Estocástico Rápido


    Note que não é bom comprar ou vender na mesma barra em que o estudo entra na sobre-compra ou na sobre-venda, devemos aguardar algumas barras antes de definir o tipo de sinal.

    Alie outros estudos ao Estocástico Rápido, como o Movimento Direcional - DMI ou o Didi Index e bons trades.

     
    Você pode inserir o Estocástico Rápido em suas análises no Trader Gráfico utilizando o menu:

    Estudos > Osciladores > Estocástico Rápido

    Carlos Martins: Profissional de Investimento Certificado APIMEC - CNPI, autor do livro "Os Supersinais da Análise Técnica" (Ed. Campus-Elsevier, 2010) e sócio-fundador do Trader Gráfico.

    Facebook Twitter