Bandas de Bollinger - Trader Gráfico - Robôs, Cotações, Notícias e Análises Bovespa
  • Clique aqui para voltar e escolher outra Newsletter.


    Análise Técnica e SuperSinais
    Ano 2 - Número 30 - Segunda-feira, 07/07/2008


    Esta Newsletter é enviada Semanalmente a todas as pessoas devidamente cadastradas no site www.tradergrafico.com.br/newsletter e tem por objetivo apenas informar ao seu público alvo detalhes sobre indicadores, funções e análises necessários para uma avaliação de ativos e empresas associados a renda variável. Esta Newsletter não produz e não produzirá análises ténicas sobre nenhum ativo ou empresa.


    Bandas de Bollinger

    Quando falamos em acompanhar os preços de um ativo na bolsa de valores, duas fórmulas estatísticas sempre estão presentes, média e desvio padrão. As médias são utilizadas como medida de previsão de retorno - e normalmente falham - enquanto o desvio padrão é utilizado como medida de volatilidade e risco, normalmente correto.

    Com base em uma média simples e seu desvio padrão, John Bollinger criou o que chamamos de Bandas de Bollinger, que nada mais são do que a demonstração visual da média e do desvio padrão dos preços de um ativo dentro do próprio gráfico deste ativo.

    De início deve ser calculada uma média móvel simples dos preços de fechamento dos últimos 20 períodos, sendo que o número 20 é sugestão do próprio Bollinger, que também não sugere utilizar menos de 10 períodos.

    A seguir, deve ser calculado o desvio padrão destes 20 preços de fechamento e o valor encontrado deverá ser somado à média móvel formando uma banda para cima e subtraído da mesma média móvel formando uma segunda banda para baixo. Estas duas bandas (ou faixas) de preço, mais a média móvel simples, são denominadas de Bandas de Bollinger. É esperado que o preço do ativo fique dentro desta faixa de preço.

    Sua interpretação é simples:
    • Mudanças bruscas de preço tendem a ocorrer após o estreitamento das bandas.
    • Quando os preços movem-se para fora das bandas, normalmente a tendência atual é mantida.
    • Topos e fundos feitos fora das bandas seguidos de topos e fundos feitos dentro das bandas sugerem reversão de tendência.
    • Um movimento iniciado em uma banda tende a mover-se para a outra banda, o que abre a possibilidade de projeção de preços-alvo.
    Bandas de Bollinger


    No exemplo acima a linha preta é a média móvel simples de 20 períodos, enquanto as linhas azuis são as faixas superior e inferior das Bandas de Bollinger.

    É possível notar que novos fundos fora da banda inferior são seguidos de novas quedas, assim como o estreitamento inicial das bandas foi seguido por um movimento brusco de queda.

    As Bandas de Bollinger auxiliam muito na análise de qualquer tipo de gráfico, seja intraday, seja diário.

     
    Você pode inserir as Bandas de Bollinger em suas análises no Trader Gráfico utilizando o menu:

    Estudos > Rastreadores de Tendência > Bandas de Bollinger

    Carlos Martins: Profissional de Investimento Certificado APIMEC - CNPI, autor do livro "Os Supersinais da Análise Técnica" (Ed. Campus-Elsevier, 2010) e sócio-fundador do Trader Gráfico.

    Facebook Twitter