Livro de Ofertas - Trader Gráfico - Robôs, Cotações, Notícias e Análises Bovespa
  • Clique aqui para voltar e escolher outra Newsletter.


    Análise Técnica e SuperSinais
    Ano 3 - Número 68 - Segunda-feira, 06/07/2009


    Esta Newsletter é enviada Semanalmente a todas as pessoas devidamente cadastradas no site www.tradergrafico.com.br/newsletter e tem por objetivo apenas informar ao seu público alvo detalhes sobre indicadores, funções e análises necessários para uma avaliação de ativos e empresas associados a renda variável. Esta Newsletter não produz e não produzirá análises ténicas sobre nenhum ativo ou empresa.


    Livro de Ofertas

    Nesta semana vamos falar sobre o Livro de Ofertas, ou Book de Ofertas como muitos o chamam.

    Definição

    Livro de Ofertas é o nome dado à tela que mostra quantas ordens de compra (à esquerda) e de venda (à direita) estão disponíveis no momento e a que preço. Ele tem este nome por parecer um livro aberto.

    Sempre que alguém decide comprar ou vender algum ativo na bolsa, deve enviar uma ordem. Se o livro de ofertas estiver vazio, esta ordem recém enviada será a única mostrada e logicamente ficará lá até que outro investidor mande uma ordem no sentido contrário ou até que o seu dono resolva cancelá-la. É importante lembrar que neste caso não há negócio, pois um negócio depende de duas ordens em sentido contrário e preço concordante, igual ou melhor.

    Se o livro de ofertas já estiver com várias ordens, o investidor pode escolher se deseja mandar uma ordem que case com alguma outra já disponível ou se deseja enviar uma ordem a um preço melhor.

    Se ele resolver enviar a ordem para casar com outra que já exista no livro, o negócio é fechado e, neste caso, a sua ordem nem chega a entrar no livro de ofertas, pois já virou e negócio e, inclusive, retirou a ordem contrária da lista do livro.

    Vale ainda dizer que se o investidor enviar uma ordem no mesmo preço de outras que já existem elas entram em fila e a prioridade é de quem mandou a ordem primeiro. Sendo assim, muitas vezes modificar o seu preço em 1 centavo significa que você vai passar na frente de muita gente.

    Se ele resolver mandar uma ordem a um preço melhor do que o ofertado no momento, esta ordem ficará estacionada no livro. Por exemplo, um ativo está sendo oferecido na compra por $30,10 e na venda por $30,15, se alguém deseja comprá-lo a $30,05 (comprar melhor do que o preço atual de compra), vai enviar uma ordem que vai ficar pendente, pois nenhum vendedor está oferecendo o ativo neste preço. Já se o comprador quiser agilidade, vai olhar o livro, ver que tem gente vendendo a $30,15 e mandará uma ordem de compra no mesmo preço, executando o negócio imediatamente.

    O Livro de Ofertas é único para cada ativo e para cada mercado, sendo assim, há um Livro de Ofertas para PETROBRAS ON e outro para a PETROBRAS PN. Há também um livro de ofertas para a PETROBRAS ON no mercado à vista (negociado com Lote Padrão de 100 ações) e outro para a mesma PETROBRAS ON no mercado fracionário (negociado de 1 em 1 ação), e o mesmo ocorre com PETROBRAS PN ou qualquer outra ação.

    Abaixo alguns exemplos disso:


    Livros de Ofertas de PETROBRAS PN para Lote Padrão (esquerda) e Fracionário (direita)


    Note que são dois Livros de Ofertas para a mesma ação, porém como o mercado muda (com e sem Lote Padrão) o livro de ofertas também muda, assim os dois coexistem durante o pregão e não possuem relação prática, mantendo-se o preço próximo um do outro por uma questão de mercado.

    Uso prático

    Muitas vezes o investidor deixa de realizar um negócio por causa de 1 centavo. Ou não negociou uma parte das ações que desejava por que não sabia qual o tamanho de lote adequado.

    Todos estes problemas podem ser evitados prestando atenção ao Livro de Ofertas, pois nele o investidor consegue ver se há uma fila muito grande de pessoas no preço que se deseja comprar ou se há muitas ofertas de venda para este mesmo preço. Fazendo isto, ele pode ajustar o seu preço pouca coisa para cima e realizar o negócio imediatamente, o que é importante em certas ocasiões.

    Outro fator decisivo é verificar se há um acúmulo de ordens muito grande em um determinado preço, pois isso pode significar um suporte ou uma resistência ao preço, dependendo da quantidade de ações ofertadas. Segue um exemplo:



    Na imagem acima temos um Livro de Ofertas de Petrobras PN (PETR4), que mostra simultaneamente os últimos 10 negócios na parte de cima. Este livro está agrupando as ordens com o mesmo preço para facilitar a sua leitura, sendo assim, cada linha mostra apenas um preço, o número de ordens neste preço e a soma de todas as suas quantidades.

    Note que do lado da Compra existem 108 ordens totalizando 112.800 ações a $29,70, enquanto que existe apenas 1 ordem com 200 ações a $29,71.

    Se você fosse colocar uma ordem do lado comprador, seria mais interessante colocar a $29,71 ou $29,72 do que a $29,70. Isto por que a $29,70 a sua ordem ficaria atrás de todas as outras e apenas após serem negociadas todas as 112.800 ações disponíveis a sua seria negociada. Neste caso, o risco é que não haja vendedores suficientes para executar todas estas ordens, o preço volte a subir e você perde a oportunidade de comprar e fazer o trade. Foi o que ocorreu neste caso, veja que alguns minutos depois o preço já havia subido e uma parte das ordens a $29,70 ainda estavam lá disponíveis:



    Outra coisa que é comum acontecer em ativos com pouca negociação, é algum investidor colocar uma ordem no preço que deseja comprar ou vender um ativo e alguns segundos depois cancelá-la. Outros investidores que olham para aquele livro têm a impressão de que negócios estão ocorrendo e, por isso, as ordens entram e saem do livro, chegando a tomar a decisão de colocar ordens também erroneamente. É por isso que devemos ficar atentos aos últimos negócios do ativo, pois se as ordens estiverem sendo realmente executadas, teremos o seu registro nos últimos negócios em tempo real, caso contrário saberemos que trata-se de um cancelamento.

    Barra de força

    No software Trader Gráfico, todo o Livro de Ofertas possui uma barra de força na parte de cima que mede a quantidade de ordens de compra (em verde) versus a quantidade de ordens de venda (em vermelho) disponíveis no momento. Todas as informações desta tela são atualizadas em tempo real, porém é comum o investidor pensar que se o dia está em alta a barra de força verde será maior e que se o dia estiver em baixa a barra vemelha será maior. Errado! Normalmente há mais ordens de venda colocadas no livro do que ordens de compra, isso por que muitos investidores resolver se "garantir" erroneamente colocando ordens de venda a preços muito altos.

    As ordens colocadas no livro que estão muito longe do preço atual do ativo não são negociadas, logicamente, mas interferem na barra de força. Sendo assim, cada ativo tem uma relação entre alta e baixas nesta barra. Por exemplo, é comum termos dias de forte alta com a barra de força marcando 50% para cada lado, da mesma forma que em dias de forte baixa é comum termos 95% de força vendedora contra apenas 5% de força compradora. Isto não é motivo de desespero, pois além dos "reais" vendedores, temos os investidores que colocam ordens de venda a preços muito altos. Depois de alguns dias acompanhando os livros é possível entender o comportamento desta barra para cada ativo e começar a tirar proveito disso na sua interpretação do mercado.

    Espero ter ajudado a desvendar alguns segredos do Livro de Ofertas, não deixem de consultá-lo antes de realizar os seus negócios.

     
    O Livro de Ofertas faz parte do Trader Gráfico Turbo, em Tempo Real, e pode ser aberto tanto juntos aos gráficos como junto ao grid de cotações:

    http://www.tradergrafico.com.br/ajuda/ajuda.asp?id=18

    http://www.tradergrafico.com.br/ajuda/ajuda.asp?id=17#5

    Carlos Martins: Profissional de Investimento Certificado APIMEC - CNPI, autor do livro "Os Supersinais da Análise Técnica" (Ed. Campus-Elsevier, 2010) e sócio-fundador do Trader Gráfico.

    Facebook Twitter