Acumulação/Distribuição - Trader Gráfico - Robôs, Cotações, Notícias e Análises Bovespa
  • Clique aqui para voltar e escolher outra Newsletter.


    Análise Técnica e SuperSinais
    Ano 3 - Número 61 - Segunda-feira, 06/04/2009


    Esta Newsletter é enviada Semanalmente a todas as pessoas devidamente cadastradas no site www.tradergrafico.com.br/newsletter e tem por objetivo apenas informar ao seu público alvo detalhes sobre indicadores, funções e análises necessários para uma avaliação de ativos e empresas associados a renda variável. Esta Newsletter não produz e não produzirá análises ténicas sobre nenhum ativo ou empresa.


    Acumulação/Distribuição

    Retomando as newsletters sobre estudos técnicos, nesta semana falaremos sobre o estudo Acumulação/Distribuição, de Larry Williams. Este estudo é semelhante ao OBV (On Balance Volume), descrito em newsletter anterior.

    O Acumulação/Distribuição é um estudo de volume, que acumula para cima quando o mercado tem preço de fechamento superior ao de abertura e que acumula para baixo quando o fechamento é menor do que a abertura. Se ambos os preços forem iguais o estudo não se altera.

    Para calcular o Acumulação/Distribuição usamos a fórmula abaixo:

    Acumulação/Distribuição


    O primeiro fator a ser considerado é que este estudo não usa os dados do dia anterior, todas as variáveis são relativas ao próprio dia de cálculo. Além disso, ele usa no numerado e denominador a mesma lógica, diferenciando os preços fortes de Abertura e Fechamento (normalmente obtidos por leilão) dos preços mais fracos de Máxima e Mínima, isto faz com que o estudo acumule apenas uma parte do volume do dia, respeitando a força dos respectivos preços.

    Há duas formas mais comuns de utilizar este estudo. A primeira é mapear topos e fundos nos preços e no estudo encontrando divergências que indiquem reversão de tendência. A segunda é traçar retas de Suporte e Resistência no próprio estudo em vez de fazê-lo no gráficos de preços.

    1. As divergências entre topos e fundos de indicadores e seus pares no gráfico de preço são comumente utilizadas no mercado de ações, os casos mais conhecidos são com o Histograma MACD, o Índice de Força Relativa e o Momento, mas podem ser utilizadas em praticamente qualquer oscilador.

    Nesta forma de operação, quando percebemos topos mais altos no gráfico de preços acompanhados de topos mais baixos no gráfico do Acumulação/Distribuição temos uma divergência de baixa, o que sugere queda nos preços. Um exemplo desta divergência pode ser visto no gráfico abaixo:

    Acumulação/Distribuição


    Acompanhe como os topos foram sucessivamente mais altos no gráfico de preço, porém não tiveram força para subir no estudo. Isto sugeriu que um reversão de tendência ocorreria após 05/05/08, o que se confirmou.

    Da mesma forma, quando fundos mais baixos nos preços não são acompanhados de fundos mais baixos no estudo, temos uma divergência de alta, o que sugere que os preços devem ter uma reversão para cima, como mostra o exemplo abaixo. Neste mesmo exemplo podemos ver outra divergência de baixa seguida à de alta mudando novamente os preços de direção.

    Acumulação/Distribuição


    2. Nosso próximo sinal de operação é formado pelas retas de Suporte e Resistência. Normalmente traçadas nos preços, essas retas também podem ser traçadas em estudos, como no Acumulação/Distribuição. Esta regra é simples, os rompimentos de reta que significariam sinal de compra ou venda nos preços, mas deveriam ser confirmados pelo volume, já indicam compras e vendas confirmadas quando ocorrem direto no estudo.

    Abaixo um exemplo da mesma tendência de baixa seguida por uma LTB (linha de tendência de baixa) nos preços e por outra LTB no estudo Acumulação/Distribuição. A reta vertical vermelha marca o rompimento na LTB do estudo, enquanto que a reta azul marca o rompimento pela LTB do preço. Note como os dois sinais ocorrem no mesmo nível de preço, porém o sinal do estudo ocorre antes, alertando o investidor com cerca de um mês de antecedência sobre o provável fim daquela tendência.

    Acumulação/Distribuição


    Embora estas regras também possam ser aplicadas ao OBV (On Balance Volume), elas são mais eficazes no Acumulação/Distribuição.

     
    O estudo Acumulação/Distribuição faz parte do novo pacote de estudos do Trader Gráfico 3.1, lançado a partir de 07/04/2009, pelo menu:

    Estudos > Estudos Personalizados

    Carlos Martins: Profissional de Investimento Certificado APIMEC - CNPI, autor do livro "Os Supersinais da Análise Técnica" (Ed. Campus-Elsevier, 2010) e sócio-fundador do Trader Gráfico.

    Facebook Twitter