Figuras de Reversão - Trader Gráfico - Robôs, Cotações, Notícias e Análises Bovespa
  • Clique aqui para voltar e escolher outra Newsletter.


    Análise Técnica e SuperSinais
    Ano 2 - Número 12 - Segunda-feira, 03/03/2008


    Esta Newsletter é enviada Semanalmente a todas as pessoas devidamente cadastradas no site www.tradergrafico.com.br/newsletter e tem por objetivo apenas informar ao seu público alvo detalhes sobre indicadores, funções e análises necessários para uma avaliação de ativos e empresas associados a renda variável. Esta Newsletter não produz e não produzirá análises ténicas sobre nenhum ativo ou empresa.


    Figuras de Reversão

    Encerrando o assunto da semana passada, nesta semana falaremos sobre as figuras de reversão.

    Ao contrário das figuras de continuidade, as figuras de reversão aparecem dentro de tendências definidas quando uma mudança de rumo está prestes a acontecer. Da mesma forma que nas figuras vistas anteriormente, quando uma figura de reversão aparece o tamanho da reversão está diretamente ligado à amplitude vertical da figura.

    Destacaremos 2 figuras de reversão, o Ombro-Cabeça-Ombro (OCO), que aparece em tendências de alta e o Ombro-Cabeça-Ombro Invertido (OCO Invertido), que aparece em tendências de baixa:
    • Ombro-Cabeça-Ombro (OCO)
      O OCO é uma figura que aparece em tendências de alta.

      A figura leva este nome por lembrar a cabeça e os ombros de uma pessoa, mas nada mais é do que uma seqüência de três topos consecutivos, onde o topo do meio, chamado de cabeça, é mais alto que os dois topos das extremidades, chamados de ombros.

      Nesta figura existe uma linha imaginária que é traçada unido-se os fundos dos ombros chamada Linha de Pescoço. Ela só é traçada quando a figura está pronta e define o suporte que, se perdido, dará início ao movimento de reversão.

      Da mesma forma que em todas as outras figuras, quando o preço do ativo ultrapassa a Linha de Pescoço inicia-se um movimento que deve ter a mesma amplitude vertical da figura identificada. A esta amplitude damos o nome de OBJETIVO, que pode ser visto na figura abaixo.

      Perto da região do Objetivo os preços tendem a perder força, no caso da figura abaixo o preço nem chegou a tocar o objetivo traçado, mas chegou bem próximo a ele. é importante dizer que a figura OCO não necessariamente deve ser traçada na horizontal, pode ser feita inclinada, para uma maior acuracidade na projeção.

      OCO


    • Ombro-Cabeça-Ombro Invertido (OCO Invertido)
      O OCO Invertido é uma figura que aparece em tendências de baixa.

      Exatamente a mesma leitura do OCO, porém ocorrendo em tendências de baixa, quando a reversão vai apontar para cima. O OCO Invertido é formado por três fundos seguidos, onde o fundo do meio (cabeça) é mais baixo que os demais (ombros).

      Na figura abaixo podemos verificar a formação de um OCO Invertido, onde o Objetivo foi praticamente alcançado antes da perda de força do movimento.
      OCO Invertido




     
    Você pode desenhar as suas próprias figuras no Trader Gráfico utilizando o menu Desenhar ou clicando com o botão direito do mouse dentro do gráfico. Para mais informações basta acessar o link abaixo:

    http://www.tradergrafico.com.br/ajuda/ajuda.asp?id=4

    Carlos Martins: Profissional de Investimento Certificado APIMEC - CNPI, autor do livro "Os Supersinais da Análise Técnica" (Ed. Campus-Elsevier, 2010) e sócio-fundador do Trader Gráfico.

    Facebook Twitter