Carteiras de Robôs - MLP Server
Simulador

Day-trade em mini-contratos futuros de Ibovespa (WIN) e Dólar (WDO).

Se você possui um número de simulação específico digite-o neste campo e clique em OK




FILTROS

    Investimento (R$) De:     Investimento (R$) Até:     Rentabilidade Mensal (%):
Ano Inicial:     Tipo Carteira *:     com Custo Fixo (R$):     com Margem Turbo:
    Investimento Mínimo Atingido no Passado (%):     Composição das Carteiras:

   

* Legenda:
 S = Carteira com Stops Coletivos   N = Carteira Normal   Carlisom = Carteira Inteligência Artificial   Estratégia = Múltiplas Carteiras S 







Desenvolvido ao longo do ano de 2014, com uso prático relevante em operações reais desde então, e com lançamento oficial ao mercado em Dezembro do mesmo ano, o Manipulador de Lógicas Puláveis - MLP permite uma simulação bem detalhada sobre os dados reais de entrada e saída de um robô, permitindo que muitos parâmetros de entrada e saída sejam testados e os melhores possam ser escolhidos para a nossa operação real.




Com dados históricos desde Fevereiro/2010, o Top Hedger inaugura o MLP Server, um algoritmo de testes de qualquer sinal real para os seguintes parâmetros:

  • Ajuste de Entrada e Saída (zero ou negativo)
  • Timer de Entrada e Saída (em minutos)
  • Stop Gain
  • Stop Gain Ajustado (contabilizado a partir do preço de execução real da ordem de entrada)
  • Stop Loss
  • Stop Empate (por tempo em minutos desde o início da operação ou por hora fixa, ignorando ou não o sinal de saída nativo, baseado no preço teórico ou real de entrada)
  • Stop Day-Trade (por tempo em minutos desde o início da operação ou por hora fixa)
Como são muitas possibilidades de testes, os conjuntos de ajustes foram separados em Categorias. Por exemplo, temos uma categoria chamada Grupo 195 onde todos os conjuntos de parâmetros que usam o Stop Gain de 195 pontos foram agrupados.

Outros dados disponíveis são sobre o tempo de cada operação, quantas operações saíram em qual parâmetro e quanto se perde em média ao usar um timer de entrada, por exemplo.

O simulador pode rodar com apenas alguns parâmetros, como apenas o Stop Gain. Neste caso a simulação acaba sendo ainda muito teórica, mas é necessária para a busca de ajustes lucrativos.

O objetivo aqui é o de encontrar parâmetros reais que nos conduzam a ganhar MAIS que os sinais teóricos. Isso mesmo, nem sempre a prática deve ser pior que a teoria, algumas vezes conseguimos ajustar um sinal de tal forma que ele fique mais lucrativo no mundo real do que nos testes. Para isso precisamos de uma ferramenta sofisticada de controle, que temos dentro da Tela OA.

Crie as suas Simulações

Para poder usar o simulador é preciso fornecer dados completos sobre a sua operação da forma como ela vai ocorrer na prática. Esses dados são genéricos e nenhuma informação confidencial ou pessoal será requisitada.

A entrada de dados é dividida em 2 fases, sendo a primeira (FASE 1) com dados gerais do robô como um todo e a segunda (FASE 2) com dados específicos de cada layout que se deseja operar. Não é possível criar simulações sem ter os ID's dos layouts desejados e a quantidade de contratos e margem operados em cada um. Portanto, escolha tudo antes de começar a simulação.

FASE 1

Dados gerais da operação:

Data de início:
(DD/MM/AAAA)
Exemplo: 23/01/2011 (Dica: a data mais antiga disponível é 01/02/2010)

Corretagem + Emolumentos (por mini-contrato):
R$
Exemplo: R$ 0,60

Custo Fixo por mês:
R$
Exemplo: R$ 2.662 (TH + Cloud)

Perdas eventuais sobre o resultado diário
(desde Junho/2016 os ajustes de saída fazem parte dos testes, estas perdas não devem incluí-los):
Exemplo: 3%

Usar Margem Turbo

A aplicação inicial, que chamamos de Margem Operacional, será a soma das margens dos robôs escolhidos na próxima e última etapa (Fase 2).

IMPORTAR: Opcional: Digite o número de outra simulação para importar seus layouts.